A FORMAÇÃO INTEGRAL SOB A PERSPECTIVA DA PROPOSTA CURRICULAR DE SANTA CATARINA

Aurelio dos Santos Souza, Vanice Dos Santos

Resumo


Esta pesquisa em andamento é desenvolvida junto ao Mestrado Acadêmico em Educação da Uniplac e se vincula a linha de pesquisa em Educação, Cultura e Políticas Públicas, desta universidade. Trata-se de uma análise sobre o documento da atualização da Proposta Curricular de Santa Catarina, focado no eixo da formação integral. O interesse por esta temática foi despertado durante a participação dos seminários presenciais da atualização da Proposta Curricular, realizados na cidade Balneário Camboriú durante o ano de 2014. Cabe ressaltar que a temática em questão nesta pesquisa, é objeto de grandes debates sobre educação no Brasil. Para fundamentar a análise, foi escolhido fazer uma releitura do filósofo Aristóteles, um dos clássicos da filosofia grega. O motivo de trazer para o debate a filosofia clássica grega é justificado pelo fato de que é a base da cultura ocidental. O objetivo desta investigação é identificar os fundamentos que apontam para a compreensão de formação integral do sujeito. Para alcançar o objetivo de fundamentar teoricamente o conceito escolhido, considera-se importante identificar na obra do filósofo Aristóteles os níveis ou graus do conhecimento. Partindo deste aprofundamento, a intenção é identificar se estes graus ou níveis de conhecimento nos aproximam da compreensão do conceito de formação integral. A questão norteadora desta pesquisa é, como a atualização da Proposta Curricular de Santa Catarina pode contribuir para otimizar a prática pedagógica dos docentes da educação básica da rede estadual? Tendo como base esta questão, o encaminhamento seguinte da investigação é pesquisar a repercussão da atualização da Proposta Curricular de Santa Catarina, na prática pedagógica cotidiana de docentes, da Educação Básica da rede Estadual, na região do planalto catarinense. Identificar o entendimento que os educadores possuem sobre formação integral e as possíveis formas de elaboração do conhecimento. E, finalmente, identificar a capilaridade da atualização da Proposta Curricular nesta região do Estado de Santa Catarina. O método de pesquisa escolhido é a qualitativa, sendo que o instrumento para coleta de dados é a entrevista com roteiro pré-definido. Os resultados parciais obtidos até o momento indicam que a concepção de formação integral, presente no documento em questão, coincide com a distinção das formas ou graus de conhecimento propostos por Aristóteles que são a sensação, a percepção, a imaginação, a memória, a linguagem, o raciocínio e a intuição. Considerando os procedimentos desta investigação, espera-se que os resultados finais nos apontem para um diagnóstico do entendimento que os educadores possuem sobre educação integral e as possíveis contribuições que a atualização da Proposta Curricular de Santa Catarina na otimização das práticas pedagógicas dos docentes.

Palavras-chave


Formação integral; Educação básica; Currículo; Conhecimento.



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC