PROTÓTIPO DE SISTEMA DE GESTÃO CENTRALIZADA DE SERVIÇOS DE REDES PARA AMBIENTES CORPORATIVOS: UM ESTUDO DE CASO DA REDE MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE LAGES/SC

Paulo Robson Fernandes dos Santos

Resumo


A administração de redes em ambientes corporativos é uma tarefa complexa que exige conhecimento avançado e planejamento do administrador da rede no que diz respeito a infraestrutura lógica, física e política de gerenciamento de segurança. Cada segmento de rede deve ser administrado de forma de garantir a alta disponibilidade dos serviços corporativos por ela fornecidos o que demandam o uso de ferramentas tecnológicas de gestão que facilitem o trabalho da equipe de TI (Tecnologia da Informação) da organização. Em redes descentralizadas que necessitam de gestão e monitoramento centralizado por uma única equipe de TI é rotineiro a necessidade de aplicar configurações e/ou políticas de segurança que quase sempre são idênticas aos diversos equipamentos de firewalls, gateways e servidores que estão instalados nos diversos segmentos da rede corporativa como filiais ou locais geograficamente distantes. Este retrabalho acaba tomando um tempo enorme da equipe, principalmente quando se trata de aplicação de políticas corporativas globais que exigem intervenção a todos os sites remotos podendo levar dias para a conclusão da tarefa. A Secretaria Municipal da Educação de Lages/SC o qual se aplica este estudo de caso possui todas as características descritas acima: as cento e cinco (105) unidades educacionais possuem redes descentralizadas o qual são geridas pela equipe do NTI (Núcleo de Tecnologia da Informação), sendo que em cada rede existe a necessidade da aplicação de políticas de segurança de nível corporativo, regras locais definidas pelas chefias de cada unidade além das necessidades técnicas da equipe do NTI como instalação, configuração e parametrização dos sistemas operacionais e servidores de rede que às gerenciam. Este trabalho tem como objetivo o desenvolvimento de um protótipo de um sistema que visa a gestão centralizada das configurações dos equipamentos de rede, permitindo que suas configurações sejam armazenadas e distribuídas de forma remotas para os dispositivos das redes das unidades educacionais. Também será possível manter na base de dados deste sistema as configurações detalhadas de cada serviço executado em cada rede permitindo sua alteração e restauração em caso de falhas de forma centralizada e remota. Para isto o sistema possuirá uma espécie de wizard remoto o qual será possível baixar ou replicar uma configuração completa de um serviço de rede em minutos em um novo servidor otimizando o trabalho equipe técnica.

Palavras-chave


serviços de rede; tecnologia da informação; redes; firewalls; gateways; servidores; Secretaria Municipal da Educação de Lages; NTI;



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC