PRONTUÁRIO ELETRÔNICO DO PACIENTE PARA O CAPS-AD DE LAGES

Janeíse de Lorensi, Elyacir Moro, Gabriel de Lourensi, Salomão Eineck, Claiton Camargo de Sousa

Resumo


O CAPs-AD (Centro de Atenção Psicossocial, Álcool e outras Drogas) prestam atendimento aos pacientes com vícios e distúrbios mentais. A evolução do trabalho prestado no CAPs depende do uso de informações que são obtidas pelos múltiplos profissionais envolvidos para que se obtenha o controle do tratamento do paciente. Por se trabalhar com múltiplos profissionais envolvidos na busca de diversas informações para o andamento do tratamento, o uso de ferramentas que auxiliem no armazenamento dessas informações é de suma importância. O CAPs-AD de Lages hoje utiliza como recurso de compartilhamento de informações clínicas de um paciente, o prontuário em papel. Observa-se que a melhor solução para o CAPS-AD de Lages hoje, é adotar um prontuário eletrônico (PEP), que deve suprir os diversos profissionais envolvidos no processo. O fato é que nenhum sistema de prontuário atende ás necessidades da mesma forma. Se adotado um PEP aplicado em um hospital, onde o PEP é voltado exclusivamente para o paciente, por exemplo, não será aproveitado para o CAPS, pois o CAPS necessita de um prontuário voltado para os múltiplos profissionais envolvidos na unidade, assim afetando direta e indiretamente a qualidade das tarefas que delas dependem. Porém, antes de se discutir uma proposta de informatização do Prontuário é necessário definir claramente, quais são os requisitos essenciais de informações necessárias para o atendimento dos diversos grupos de usuários. Essa definição é o objetivo central deste estudo e a intenção deste projeto: Contribuir para melhorar esse quadro utilizando os conceitos de usabilidade. Para composição deste trabalho, inicialmente foi realizado um levantamento bibliográfico conceitual sobre usabilidade e ergonomia. Sendo feito posteriormente, um estudo aprofundado sobre PEPs, identificando as informações que são fundamentais para sua concepção. Concluída a fase de documentação teórica, foi realizado um levantamento nos atuais sistemas de PEPs, visando identificar os requisitos de usabilidade utilizados. Após esta etapa, foi realizada uma análise nos fluxos de serviços e atividades do CAPs-AD de Lages-SC, identificando-os e elaborando o modelo de negócio da instituição, que foi utilizado na etapa posterior, onde foi realizada uma análise ergonômica dos PEPs já existentes para o perfil de um CAPs-AD. Estando hoje em fase de desenvolvimento do prontuário utilizando proposta de uma interface adotada de usabilidade, que visa atender as funcionalidades para uso do CAPs-AD de Lages-SC.

Palavras-chave


Caps; Ergonomia; Prontuário; Prontuário Eletrônico; Usabilidade



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC