TECENDO REDES: AÇÕES INTEGRADAS DE PREVENÇÃO USO DE DROGAS

Mariléia Aparecida Wolff Tubs, Aline Batista Bernardi, Mara Shirley Rossi, Analice Tessaro Martins, Maris Rossi Zago, Sidnei Católico Wolff, Flávia Zanotto, Mariana Alves Rodrigues, Ana Paula Ludwig Ribeiro Zanotto

Resumo


A ação Comunitária das Universidades e Instituições de Ensino Superior Comunitárias tem ampliado o diálogo com órgãos governamentais e setores organizados da sociedade, visando o desenvolvimento de ações que diminuam a vulnerabilidade, a intolerância, a violência, o analfabetismo, a fome, a deterioração do meio ambiente, as doenças e que, por intermédio de uma perspectiva concreta, multi, inter e transdisciplinar, contribuam para a solução de problemas e questões da atualidade, pautando-se em duas perspectivas a formação pessoal e a transformação social. Sendo assim, a Universidade do Planalto Catarinense - Uniplac, através dos cursos de Educação Física, Psicologia, Pedagogia e Serviço Social, identificaram a demanda de crianças e adolescentes que precocemente iniciam uso de álcool e outras drogas, e se propuseram em desenvolver um projeto de extensão que iniciou em março de 2014 junto à comunidade da área de abrangência do CRAS II do município de Lages, que se situa no Bairro Centenário, e compreende o atendimento dos seguintes bairros: Santa Helena, Santa Clara, Santa Catarina, Triangulo, Santo Antônio, São Luiz, Centenário, Morro Grande, Vila Nova, Araucária e Santa Cruz de Malta. Este projeto busca desenvolver ações de prevenção ao uso de drogas e promoção da saúde com adolescentes com faixa etária entre 12 a 14 anos, uma vez que vivenciam a puberdade e as descobertas decorrentes desta etapa. Os adolescentes, ao mesmo tempo em que experimentam mudanças biológicas, cognitivas, emocionais e sociais, vivenciam questões importante sobre seu comportamento, devido possibilidades de experimentar situações que envolvam riscos para sua saúde. Como por exemplo, o tabagismo, o consumo de álcool, alimentação inadequada e sedentarismo, os quais tem, com frequência, início na adolescência. Deste modo, o projeto Tecendo Redes ocorre em parceria com a Escola Estadual Básica Visconde de Cairú, e demais políticas públicas na área de abrangência do território da escola, como CRAS, CREAS e Unidades Básicas da Saúde. Este projeto é desenvolvido através de Oficinas Interdisciplinares que ocorrem quinzenalmente com as turmas do 6º ano da escola, voltadas para o empoderamento dos alunos, desenvolvimento, reflexão sobre projetos de vida e de escolhas mais saudáveis. As oficinas são construídas na perspectiva de oficinas estéticas de Vygotsky e da educação popular de Paulo Freire. E os temas trabalhados são levantados no início do ano, através de um diagnóstico situacional com os alunos, famílias e profissionais da escola e da rede para definição do cronograma. Este projeto almeja que seja efetivada a inserção de atividades problematizadoras e de cunho multi e interdisciplinar com os adolescentes do 6º ano para minimizar possíveis situações de vulnerabilidades vivenciadas pelos mesmos. Trabalhar preventivamente possivelmente minimize as consequências prejudiciais do uso de drogas na adolescência. E a escola pode favorecer a prática de reflexão sobre os projetos de vida, tornando-se um espaço de participação, realização, conscientização e criação para seus alunos, construindo pessoas reflexivas. Ainda, por ser um trabalho em parceria com outros setores públicos de atendimento, garante continuidade do projeto pelos profissionais da rede de atendimento a criança e adolescente.

Palavras-chave


Adolescentes, Prevenção Primária, Interdisciplinaridade.



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC