Representações Sociais Do Usuário Sobre Atendimento Humanizado Na Atenção Primária Em Saúde

Elaine Borges, Debora Lara Esmelindro Ramos, Tatiane Muniz Barbosa

Resumo


Como uma das primazias do Sistema Único de Saúde (SUS) está o atendimento humanizado que visa o acolhimento dos usuários/pacientes, bem como a consideração dos aspectos biopsicossociais, ao contemplar, no cuidado em saúde, a singularidade e o contexto do ser humano, na busca de recursos para viabilizar suas necessidades sociais em saúde numa condição de autonomia e dignidade. O SUS compreende a concepção dialética e integral do ser humano, relaciona-se à humanização e à valorização dos diferentes sujeitos implicados no processo de produção de saúde. Assim, essa pesquisa buscou investigar as representações sociais dos usuários sobre o atendimento humanizado, na Atenção Primária em Saúde, de uma Unidade de Saúde da Família na cidade de Lages-SC. O projeto de pesquisa foi encaminhado ao CEP/UNIPLAC, via Plataforma Brasil, com número CAAE 33361314.2.0000.5368, observando os preceitos da ética em pesquisa com seres humanos. A pesquisa, de cunho qualitativo, acontece através de entrevistas semiestruturadas com oito usuários/pacientes de uma Unidade de Saúde da Família (USF) de um bairro periférico de Lages-SC. A realização das entrevistas cumpre as diretrizes éticas da Resolução 466/12 do CNS; portanto, acontecem mediante aplicação do TCLE, de maneira individual, gravada e transcrita, a fim de possibilitar a análise temática. Os resultados tendem a indicar que o significado de saúde dos usuários/pacientes da USF está relacionado com a compreensão que os participantes possuem sobre atendimento humanizado. E que o atendimento humanizado esteja intrínseco às relações entre os usuários/pacientes e os profissionais de saúde. Assim sendo, acredita-se que ações de educação permanente oportunizadas para as equipes de saúde da Estratégia de Saúde da Família podem colaborar para uma compreensão ampla e crítica do atendimento humanizado. Colocando em prática, desse modo, o que preconiza o SUS em relação ao cuidado em saúde de modo integral, equânime e universal; além de legitimar a Atenção Primária em Saúde (APS) como porta de entrada do sistema.

Palavras-chave


Psicologia, Sistema Único de Saúde, Unidade Básica de Saúde, Saúde



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC