Vacaria - Lages: um estudo das uniões familiares, posses, estruturas produtivas e transmissões de patrimônio no século XIX

Andréa Pagno Pegoraro

Resumo


Esta publicação tem a pretensão de apresentar o projeto de pesquisa que está sendo desenvolvido através da Universidade de Passo Fundo (UPF) com o apoio da Capes. Buscamos nesta pesquisa analisar como ocorriam as transmissões de grandes propriedades durante o século XIX no sul do Brasil, evidenciando os conflitos gerados pelas disputas de posses. A proposta deste estudo surgiu inicialmente com a pretensão de estudar as transmissões de patrimônio na fazenda do Socorro em Vacaria/RS, visto terem sido desencadeados conflitos pela posse da herança de José Joaquim Ferreira (1872), que resultou em seu assassinato. O fazendeiro havia escrito um testamento tornando o sobrinho Domingos Gomes da Cunha seu herdeiro universal, mas os desentendimentos entre ambos eram constantes e em uma discussão o fazendeiro resolve deserdar Domingos Gomes da Cunha. O sobrinho então, contando com a ajuda do escravo Anacleto resolve assassiná-lo, todavia antes de ser morto José Joaquim Ferreira consegue alterar seu testamento, ocasionando inúmeras desavenças pela posse de suas terras.

Com a verificação dos laços de parentesco, compadrio e troca de favores da família de José Joaquim Ferreira com a família de Antônio Manoel Velho, proprietário da fazenda dos Ausentes (São José dos Ausentes/RS) decidimos que precisávamos ampliar nosso campo de análise para compreender melhor o contexto de transmissão dessas grandes de propriedades, que possuíam a extensão de léguas, tendo sido elas doadas em sesmarias aos seus primeiros proprietários. Constatando também a importância da família de Laureano José Ramos de Lages/SC para a história de Vacaria, pois um dos filhos do fazendeiro, Fidélis Ramos foi proprietário de outra tradicional fazenda do município, a fazenda Estrela, definimos como recorte de nosso projeto o espaço regional compreendido por Vacaria, Lages e São José dos Ausentes.

Nossa pesquisa busca responder ao seguinte questionamento: "Quais os conflitos gerados pelas posses de terras e como se desenrolaram as relações familiares e de poder através das transmissões de heranças e aquisição de compras de seus títulos de propriedades no sul Brasil durante o século XIX"?. O título de nossa pesquisa ficou definido como: " Vacaria - Lages: um estudo das uniões familiares, posses, estruturas produtivas e transmissões de patrimônio no século XIX" .

Temos como objetivo geral analisar como se desenvolviam as relações familiares no século XIX, e quais as estratégias utilizadas nas transmissões de patrimônios através da análise dos testamentos, inventários post-mortem, correspondências, registros paroquiais e de imóveis. A pesquisa visa contribuir para a ampliação dos conhecimentos históricos sobre os grandes estancieiros do sul do Brasil no século XIX; Compreender de que modo as relações familiares auxiliaram nas transferências de heranças; Entender as transmissões de propriedades de Laureano José Ramos, José Joaquim Ferreira e Antônio Manoel Velho; Identificar os possíveis conflitos gerados pelas transmissões de propriedades na Fazenda do Socorro, Guarda-Mor e Ausentes, durante o século XIX e seus motivos.

Nossos estudos estão direcionados para a história social, destacamos os entrelaçamentos que uniram essas famílias, entre os quais constam os laços matrimoniais e de compadrio. Pretendemos evidenciar as relações sociais entre membros da elite latifundiária e como estas auxiliaram na consolidação do prestígio social e na manutenção do patrimônio entre seus membros. Temos a expectativa que com o desenvolvimento desses estudos possamos evidenciar os mecanismos adotados por cada família que permitiram que suas propriedades fossem mantidas dentro do círculo familiar sem prejuízos gerados pelas trocas de administradores, e também as possíveis perdas econômicas envolvidas nesses processo.

Palavras-chave


Família. Herança. Patrimônio. Século XIX



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC