Infância Saudável

Mirian Kuhnen, Margarete Veronica Jesse dos Santos, Ana Cláudia Freitas, Ana Paula da Silva, Camila Tomé Pires, Helena Cristina da Silva

Resumo


O comportamento alimentar é influenciado tanto por fatores externos, como a unidade familiar, atitudes dos pais e amigos, valores sociais, culturais, mídia, alimentos rápidos, conhecimentos de nutrição e manias alimentares, como por fatores internos, como necessidades e características psicológicas, imagem corporal, valores e experiências pessoais, autoestima, preferências alimentares, saúde e desenvolvimento psicológico (MELLO; LUFT; MEYER, 2004). Desta forma, é de suma importância a realização de atividades voltadas ao sobrepeso e obesidade da população infantil, promovendo por meio de educação em saúde e estimulo aos hábitos saudáveis na sua dieta, auxiliando assim na promoção do bem-estar, detectando os possíveis problemas de saúde, melhorando a sua qualidade de vida e de aprendizagem. Além disso, acredita-se na importância de intervenções em idades escolares, pois, é na escola que muitas crianças têm oportunidade de praticar atividades físicas interação social possibilidade de hábitos de vida e, portanto, a escola tem papel determinante no que se refere à aplicação de políticas educativas de saúde. O projeto integra ações da Equipe de Saúde da Família e da RMSFC inserida na linha de assistência à saúde da família com foco na atenção integral a crianças obesas/sobrepeso com o objetivo de promover a reeducação alimentar e mudanças de hábitos em crianças de 06 a 10 anos de idade de uma escola estadual de Lages/SC com a finalidade de melhoria na qualidade de vida no que diz respeito à saúde biopsicossocial. Pretende-se alcançar este objetivo através da potencialização da importância de bons hábitos alimentares; monitoramento das alterações nos fatores de risco à obesidade; estímulo à prática de exercícios físicos; promoção de espaços de discussões entre crianças, pais e/ou responsáveis sobre qualidade de vida; abordagem das questões psicológicas relacionadas à obesidade/sobrepeso e promoção de maior gasto energético através do resgate das brincadeiras infantis. Participam do grupo aproximadamente 13 crianças, entre 06 e 10 anos de idade que frequentam uma escola estadual. As atividades acontecem quinzenalmente na escola e visam abordar os aspectos biopsicossociais da obesidade, acompanhamento e orientações nutricionais para os pais e as crianças bem como o resgate das brincadeiras infantis que envolvem gasto de energia. O projeto é executado por uma equipe multiprofissional composta pelas seguintes categorias: agentes comunitários de saúde; enfermagem, psicologia, odontologia e nutrição. Como resultado parcial do projeto, identificamos a participação efetiva das crianças em todas as atividades propostas, gasto energético através das brincadeiras infantis, bem como o envolvimento dos pais ou responsáveis para o alcance dos objetivos.

Palavras-chave


infância, obesidade, sobrepeso, qualidade de vida.



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC