Educação Física e as Habilidades Motoras Básicas

Suelen Jung, Sadi Barros, Jocieli seemann, Dirceu melo

Resumo


A área do conhecimento relacionada à Educação Física tem avançado significativamente nas suas múltiplas finalidades, campos de atuação profissional e funções sociais que desempenha ou possam desempenhar seus profissionais. Nessa perspectiva também se encontra a educação física escolar, que cada vez mais busca esclarecer, diversificar conteúdos, criar e ampliar estratégias de ensino para os diferentes níveis ensino (educação infantil, ensino fundamental anos iniciais e finais e ensino médio). No entanto, as dificuldades que historicamente cercavam os professores de educação física, como espação físico adequado e materiais didáticos, ainda se constituem em entraves para maior qualidade das aulas. Apesar desses entraves os professores de educação física destacam-se no desenvolvimento de suas aulas e consequentemente, de seus alunos ofertando conteúdos devidamente sistematizados, a exemplo dos jogos, das brincadeiras, dos esportes entre outros, articulados aos fatores intrínsecos ao desenvolvimento das aulas e dos alunos. Nesse sentido, e necessário estabelecer quais conteúdos serão desenvolvidos para cada nível de ensino. Sabe-se que o ensino dos esportes é privilegiado nos anos finais do ensino fundamental e no ensino médio. Então, que conteúdos são indicados pelos documentos oficiais para serem ministrados nos anos iniciais do ensino fundamental? O que diferencia os conteúdos de um ano para o outro nos anos iniciais do ensino fundamental? São desenvolvidos os mesmos conteúdos? Tal problemática desencadeou e credenciou o subprojeto do curso de educação física da uniplac a integrar o PIBID (programa institucional de iniciação a docência). Dessa forma, para iniciar os trabalhos referentes ao subprojeto, leituras de documentos oficiais inerentes aos conteúdos a serem ministrados aos diferentes anos, constituíram ações desencadeadas pelos bolsistas afim de obter esclarecimentos do assunto. A seguir, houve a inserção a realidade, ou seja, escola campo de interação com o objetivo de conhecer, os conteúdos desenvolvidos, as estruturas materiais e humanas e o perfil dos alunos dos anos iniciais do ensino fundamental de uma escola pública da rede estadual, localizada em Lages SC. Como instrumento de coleta de dados, foi elaborado um roteiro de observação que se desenvolveu a partir da observação participante. Os resultados apontam para os alunos chegam até a escola 73% a pé,36% acompanhados por pai, mãe e irmãos. Durante o recreio 45% brincam com preferência ao "bicho-cola “ao final do período 36% retornam para casa acompanhados pelos pai, mãe e irmãos. Em relação às aulas de educação física 25% consideram a aula boa, apresentam dificuldades nas aulas basicamente 27%coordenação dos membros superiores e inferiores respectivamente. Apresentam boa socialização sendo que 67% preferem agrupar-se em grupos maiores. As aulas são bem estruturadas o espaço físico é satisfatório de acordo com 86% dos respondentes .

Conclui-se que é necessário ampliar possibilidades de atividades diversificadas na disciplina de educação física, uma vez que o processo de construção e aperfeiçoamento da habilidades motoras básicas é continuo.Nesse sentido as atividades recreativas constituem-se em outras alternativas para o processo de desenvolvimento infantil.

Palavras-chave


Educação Física;Observação Participante;Escola



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC