Processo de Inclusão Digital na Terceira Idade: Inclusão ou Exclusão ?

Marta Merkle Nascimento, Juliana Piccoli Branco

Resumo


Pesquisa CientíficaINTRODUÇÃO Com o objetivo de compreender como o processo da inclusão digital ocorre na Terceira Idade, esse assunto será abordado como pesquisa, pois mesmo diante de todos os avanços vivenciados no dia a dia, pode-se perceber que a mesma sociedade que discrimina também é a mesma que quer incluir. Sabe-se que, mesmo entre um grupo de idosos o processo de interação com o computador e a internet ocorrem de formas variadas de acordo com cada sujeito e suas particularidades. Cada um, à sua maneira, experimenta a vivência de inclusão digital de formas diferentes, e isso reforça a importância de se contextualizar a inclusão digital à realidade de cada sujeito. A aprendizagem por meio da inclusão digital possibilitará aos partícipes deste projeto, o contato com as tecnologias da informação e do conhecimento, quando os mesmos poderão adquirir, explorar e aprimorar conhecimentos sobre informática, acompanhando a evolução acelerada do mundo contemporâneo, tendo segurança e autoconfiança, e assegurando mudanças positivas em suas vidas como, por exemplo, da exclusão para a inclusão digital, o que implica em grandes benefícios nos planos individual e coletivo/social. OBJETIVOS O objetivo geral desta pesquisa consiste em identificar e analisar alguns problemas no processo de inclusão digital para o grupo de terceira idade, através do compartilhamento de ideias e experiências vividas por monitores e usuários, como numa verdadeira rede local humana de aprendizagem cooperativa, focada nos contextos significativos das aplicações, tornando a inclusão digital um desafio à terceira idade e não uma barreira que poderá levá-los à exclusão digital METODOLOGIA Esta pesquisa é de caráter qualitativo e de campo, e se justifica, a partir do princípio de que o pesquisador deve assumir uma postura ativa, que considere todos os momentos da pesquisa, pois esses estão intimamente relacionados. O presente estudo será desenvolvido na cidade de Lages/SC, e aplicado nos Centros de Convivência de Idosos em alguns bairros, esta seleção será realizada conforme o interesse de cada Centro, através da observação das aulas de informática nessas instituições. Os sujeitos envolvidos, serão os Idosos que tenham mais de sessenta anos de idade e que participem de Centros de Convivência nos bairros de Lages. Desenvolvimento da Prática Mapear alguns centros de Inclusão Digital de atendimento à terceira idade de Lages;Fazer visita, conhecer o método de ensino aprendizagem aplicado, coletar dados coletados pelo questionário de sondagem; Identificar possíveis falhas no método de aprendizagem, desenvolver material que auxilie no processo de ensino aprendizagem de alunos na terceira idade, sobre informática. Resultados EsperadosO mundo atual vive um processo de acelerado desenvolvimento tecnológico, em que as tecnologias da informação e do conhecimento estão presentes, de forma direta ou indireta em atividades comuns da vida humana. Assim, espera-se, com a implementação deste projeto que seus partícipes venham a ter familiaridade com o computador, sua linguagem específica e modos de operacionalização dentro dos espaços de funcionamento do projeto; consigam ter um espaço de convivência e sociabilidade, melhorando sua autoconfiança, auto-estima, segurança, nível de conhecimentos e informação, além de outros, que possam tirar o idoso, partícipe do projeto, da exclusão para a inclusão digital. Além disso, esta pesquisa espera como resultado, a produção da cartilha focado para alfabetização digital da terceira idade.

Palavras-chave


inclusão digital,; terceira idade; exclusão



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC