Universidade vai ao Bairro

Marilena Matos Claudino, Sirlane de Fátima Melo, Ana Mirian Ziliotto Viero, Aline Elise Vargas Longo, Tomaz de Aquino Cordova e Sá Filho

Resumo


O curso de Direito possui o Projeto de Extensão “Universidade vai ao bairroâ€, de autoria e coordenação dos Professores Sirlane de Fátima Melo, Ana Mirian Ziliotto Viero, Aline Elise Vargas Longo e Tomaz de Aquino Cordova e Sá Filho modalidade continuado, possui um destino a comunidades/bairros e municípios vizinhos da comarca de Lages e Região. As atividades são desenvolvidas em escolas e associações do próprio bairro destinado aquele mês a receber o projeto. A escolha do local e do dia se dá através da acadêmica bolsista do projeto, a qual organiza cartazes, divulgações por meio da rádio e convida alunos voluntários para a ajuda no dia da realização do projeto. O projeto tem o apoio da Uniplac e envolve a Secretaria da promoção Social e Cidadania do município de Lages. Por ser um trabalho sem ônus para a comunidade em situação de vulnerabilidade social, enquadra-se na assistência social. O Projeto intitulado “Universidade vai ao bairroâ€, possui o objetivo geral de contribuir através do estágio curricular para a efetivação da cidadania à comunidade em situação de vulnerabilidade social, sobre os direitos e deveres fundamentais do cidadão, no município e região de Lages. Ainda tendo como objetivos específicos vincular o estágio curricular do curso de Direito através do Escritório Modelo com as exigências acadêmicas e as necessidade das comunidade atendida, proporcionar aos acadêmicos a oportunidade de vivenciar a realidade da clientela atendida pelo EMAJ, levar a universidade ao Bairro através do estágio curricular do curso de direito, vincular teoria e prática no progresso do estágio curricular, articular parcerias interinstitucionais e buscar a integração e a aproximação entre a Uniplac e a comunidade, pesquisar a realidade através da ação do estágio e contribuir para a transformação desta realidade e por fim desenvolver o estágio curricular a partir da prestação de serviços extrajudicial e judicial, nos bairros da cidade de Lages e as localidades vizinhas. No dia da realização do projeto, a professora coordenadora juntamente com a bolsista e os alunos voluntários se deslocam até o local escolhido, onde é realizada uma palestra com diversos assuntos de interesse da comunidade, tais como, ação de alimentos, ação de execução de alimentos, direitos das mulheres, violência doméstica, direitos humanos, entre outros, as quais demonstram quais são os casos práticos e o qual o procedimento para a pessoa interessada. Após as palestras, são realizadas consultas individuais, as quais as pessoas da comunidade possuem a oportunidade de conversar individualmente e tirar sua dúvidas pessoais, a respeito de questões jurídicas e através desta consulta o acadêmico estará indicando o local que ela deve comparecer, como por exemplo, o Escritório Modelo e a Defensoria Pública, ambas na Uniplac. A promoção do acesso à justiça à população em situação de vulnerabilidade social, levando o Estágio do Curso de Direito ao encontro do cliente, aumentando a demanda de sua clientela e inserindo o acadêmico na realidade social que o cerca. Proporcionando assim ao hipossuficiente a possibilidade de exercer sua cidadania.

Palavras-chave


cidadania;comunidade; inclusão social; vulnerabilidade social



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC