AVALIAÇÃO DOS IMPACTOS DE TRAUMATISMOS FACIAIS NA SAÚDE BUCAL DE ADULTOS

Anelise Viapiana Masiero, Mariana Broering Viapiana, Lucas Brandt, Jefferson Viapiana Paes, Renato Valiati

Resumo


Ao longo dos anos, o trauma se mantém como um dos mais importantes problemas de saúde pública no mundo, sendo em muitos países a terceira causa de óbito. Aos que sobrevivem, em grande parte, resultam em sequelas graves. Dentre elas destacam-se as lesões bucomaxilofaciais, as quais podem ser consideradas por muitos, uma das agressões mais devastadoras encontradas nos centros de trauma devido às conseqüências emocionais, à possibilidade de deformidade e também ao impacto econômico que causam ao sistema de saúde. Este projeto integra o Grupo de Pesquisa “Trauma Dental: Conhecimentos e Atitudes†e tem por objetivo avaliar o impacto do trauma facial na saúde bucal dos pacientes atendidos em um Hospital Filantrópico de Lages, cidade polo do Planalto Serrano Catarinense. Dentre os objetivos específicos destacam-se: (a)descrever o perfil sócio-demográfico dos pacientes atendidos pelo serviço de Cirurgia e Traumatologia BucoMaxiloFacial do Hospital Nossa Senhora dos Prazeres; (b) identificar os tipos de acidentes e violências que causaram os traumas faciais e dentais; (c) Avaliar a extensão das seqüelas (fraturas coronárias, necessidade de tratamento endodôntico, perda de elementos dentais; (d) Verificar as demandas de tratamento odontológico e a realização ou não desse tipo de atendimento para o devido encaminhamento. Serão selecionados todos os prontuários médicos de pacientes atendidos pelo Serviço de CTBMF no HNSP (Lages, SC, Brasil), no período de julho de 2012 a julho de 2013. Aos pacientes que tiverem interesse em participar será agendado um horário para que se possa explicar o estudo com mais detalhes, apresentando-lhes o termo de consentimento livre e esclarecido para leitura e assinatura. A ficha clínica dos pacientes será composta por cinco partes distintas: (a) dados sócio-demográficos; (b) análise das fraturas faciais; (c) análise clínica e radiográfica das injúrias; (d)avaliação da oclusão e da realização do tratamento; (e) Avaliação da qualidade de vida dos pacientes com aplicação do questionário OHIP-14. O projeto encontra-se no momento em fase de levantamento de prontuários e espera-se apresentar na mostra científica, resultados parciais.

Palavras-chave


Trauma Facial; qualidade de vida; Fraturas Faciais



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC