Cuidado com os pés em indivíduos portadores de Diabetes mellitus tipo 1 e tipo 2

Rafael Frizon, Marcio Petenusso, Romulo Di Nallo, Thaise Volpato, Guilherme Webber, Maria Tereza dos Santos, Ricardo Rath Gargioni, Lourenço Zanotto, Leonardo de Souza Bernardes

Resumo


Denominam-se “pé diabético†as lesões nos pés de pacientes com Diabetes mellitus (DM) que ocorrem em consequência de neuropatia periferica, doença vascular periférica e deformidades. O fator mais importante, inquestionavelmente, para o surgimento de úlceras nos membros inferiores é a neuropatia diabética (ND), que afeta 50% das pessoas com DM com mais de 60 anos. Tal fator pode estar presente antes da detecção da perda da sensibilidade protetora, resultando em maior vulnerabilidade a traumas e acarretando um risco de ulceração sete vezes maior quando comparado com indivíduos sem a doença As úlceras são responsáveis por grande percentual de morbimortalidade e hospitalizações entre pessoas com DM, ocasionando um período de internação 59% mais prolongado que naqueles sem processos ulcerativos . Em geral, as hospitalizações por pés diabético são recorrentes e sua presença exige maior número de consultas ambulatoriais e cuidados domiciliares. Essas lesões, que geralmente ocorrem mediante trauma, são complicadas por infeccoes e podem ter como desfecho a amputação de membros ,dai a importância quanto o conhecimento dos indivíduos portadores de DM em relação a essa complicação e sua identificação precoce por profissionais da saúde.Objetivo: Identificar as lacunas de conhecimento quanto ao cuidado com os pés em pacientes portadores de Diabetes Mellitus tipo 1 e tipo 2. Metodo: Tratou- se de um estudo exploratório descritivo com abordagem quantitativa. realizado em uma Unidade Básica de Saúde do bairro Habitação, na cidade de Lages - SC. Participaram deste indivíduos portadores de Diabetes mellitus tipo 1 e 2, com idade superior a 18 anos e que concordaram em participar do estudo e assinaram o termo de consentimento livre e esclarecido (TCLE) de acordo com a resolução 196/96 acerca das diretrizes e normas reguladoras de pesquisas envolvendo seres humanos. A coleta de dados foi realizada através de um ficha de identificação para caracterização dos sujeitos da pesquisa e uma ficha de exame físico geral com ênfase na avaliação dos pés que foi preenchida pelo pesquisador.Apos a coleta de dados foi realizado processo educacional junto ao portador de DM através do fornecimento de explicações verbais e folder ilustrativo quando aos principais cuidados com os pes. Resultados e discussão : O Grupo de Trabalho Internacional sobre o Pé Diabético (2001) expoe que a perda da sensibilidade é o principal fator preditivo do desenvolvimento de úlceras nos pés, por isso o exame neurológico regular dos pés de todos os pacientes diabéticos é essencial. Em nosso estudo foi possível identificar que as lacunas de conhecimento dos indivíduos portadores de DM 1 e 2 quanto ao cuidado com os pes estavam relacionadas as consequências do seu diagnostico sobre a sensibilidade dos pes, uso de calcados adequados de modo a evitar as lesões plantares, exame de inspeção diária em busca de microlesoes em região de dorso e planta dos pes e a identificação de alterações nos quirodáctilos. Conclusao : Nosso estudo evidenciou a importância dos processos de educação em saúde direcionados aos indivíduos portadores de DM como principal fator modificador de complicações relacionadas a esta doença.

Palavras-chave


Diabetes Mellitus; pés diabeticos; lesao plantar



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC