Depressão: um caso de saúde pública

Cristina Fedalto Chicoski

Resumo


Transtornos mentais e comportamentais são cada vez mais comuns, sendo uma das principais causas de incapacitação no mundo. Assim, constituem um problema de saúde pública devido a sua alta prevalência e impacto psicossocial. A depressão, como tema deste estudo bibliográfico, surgiu de uma experiência prática desenvolvida em pronto atendimento durante a Unidade Educacional Eletivo do curso de medicina onde foram observados diversos pacientes atendidos em consultas de rotina que apresentavam quadro clínico compatível com o da depressão. O objetivo deste estudo é apresentar as características clínicas da depressão diferenciando-a da distimia. Os dados foram obtidos através de revisão bibliográfica de artigos, livros e manuais publicados no período de 2008 a 2012.Depressão é uma doença psiquiátrica, crônica e recorrente, que produz alterações do humor. È caracterizada por uma tristeza profunda, associada a sentimentos de dor, angustia, perda de interesse, desrealização, auto estima baixa e sentimentos de culpa, assim como distúrbios do sono e do apetite. È importante distinguir tristeza patológica daquela transitória provocada por acontecimentos desagradáveis, mas que são inerentes à vida de qualquer pessoa.A tristeza patológica, no quadro depressivo ocorre mesmo que não haja uma causa aparente e geralmente apresenta-se continua durante um longo período. O diagnóstico clínico de depressão é dedifícil avaliação, pois os sintomas variam para cada indivíduo. A variabilidadede características clínicas entre pacientes pode ser utilizada como base para classificar um episódio depressivo maior e uma distimia. A depressão maior é caracterizada por humor desagradável, persistente e de inicio súbito e a distimia caracterizada por pacientes que apresentam sintomas depressivos leves e crônicos. Na depressão típica o paciente apresenta momentos de melhora e momentos de piora. Na distimia não, o paciente apresenta sintomas persistentes e que duram mais de 2 anos, sendo muitas vezes confundidos com a personalidade do indivíduo.Pacientes deprimidos são frequentadores assíduos de serviços de atendimento primário,geralmente são pacientes que têm diminuição da produtividade no trabalho além de apresentar prejuízo na qualidade de vida, porém, muitas vezes, não são diagnosticados como tal, sendo assim a importância do diagnóstico correto para esses pacientes, para que haja indicação e acompanhamento da terapêutica correta,já que atualmente há uso indiscriminado de antidepressivos.

Palavras-chave


Descritores: Depressão; Transtornos Mentais; Diagnóstico; Medicina.



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC