Efeitos prejudiciais do peso da mochila no processo de desenvolvimento postural em estudantes da Educação Infantil

Maquelle Rosa Belli

Resumo


INTRODUÇÃO:Nos últimos anos, a saúde escolar tem sido objeto de aten­ção entre a comunidade científica, principalmente no que concerne a alterações posturais e dores na região da coluna vertebral em crianças. Embora a comunidade científica não tenha ainda identificado a quan­tidade de carga crítica por criança acima da qual ela estaria sujeita a problemas na coluna vertebral e a melhor maneira de transporte, vários autores concordam que a quantidade de carga transportada não deve exceder a 10% da massa corporal do indivíduo, que o transporte deve acontecer com apoio nos dois ombros e que as crianças devem ser orien­tadas sobre o uso correto das mochilas . (COTTALORDA J, BOURELLE S, 2004) Em virtude desses achados, justifica-se a elaboração de programas de prevenção para diminuir os riscos de alterações posturais e dores na região da coluna vertebral, originados do transporte e uso inadequados de mochilas escolares, consi­derando que para a criança, a meta de qualidade de vida é brincar e qualquer dor que a prive disto é preocupante. Esse projeto de pesquisa se associa aos projetos desenvolvidos pelo GEPESVIDA e discute processos formativos em Educação e Saúde conforme linha de pesquisa e discussões do referido grupo. OBJETIVO: Analisar os efeitos prejudiciais do peso da mochila, no processo do desenvolvimento postural, em alunos da Educação Infantil, do Centro de Educação Infantil Municipal Suzete Soares Conceição Córdova no município de Lages/SC. ESPECÃFICOS: Contatar com a escola, apresentar o projeto, remeter aos pais ou responsáveis um termo de consentimento informado e explicando o projeto e pedindo a autorização para a participação do aluno na pesquisa e o retorno das autorizações.Ø Coletar dados sobre a ocorrência de dor.Ø Aferir o peso dos alunos e de suas respectivas mochilas para verificar o percentual de sobrecarga na coluna vertebral;Ø Análisar os dados coletados.Ø Apontar as alterações posturais mais encontradas com relação a faixa etária;Ø Identificar a diferença entre sexo feminino e masculino com relação à situação postural.Ø Elaboração de programas de prevenção para diminuir os riscos de alterações posturais e dores na região da coluna vertebral; METODOLOGIA: Após a apresentação do projeto e a aceitação da direção da escola em participar, serão realizadas palestras educativas para os escolares sobre temas relacionados à postura corporal (alinhamento corporal, alterações posturais, mecânica corporal adequada).Serão coletados dados sobre a ocorrência de dor devido o peso do material transportado através da escala de Born- escala de dor (Anexo 1) e o tipo de equipamento utilizado.Será feita a aferição do peso dos alunos e de suas respectivas mochilas, para verificar o percentual de sobrecarga na coluna vertebral de meninos e meninas matriculados e devidamente frequentadores da Educação Infantil do Centro de Educação Infantil Municipal Suzete Soares Conceição Córdova. Após a realização destas etapas, será feita a análise dos dados coletados para apontar as alterações posturais mais encontradas com relação a faixa etária; identificação da diferença entre sexo feminino e masculino com relação à situação postural e elaboração de programas de prevenção para diminuir os riscos de alterações posturais e dores na região da coluna vertebral. RESULTADOS ESPERADOS:Mudanças significa­tivas na utilização de mochilas pelos escolares, comparando avaliações pré e pós-intervenção para o modelo de mochila utilizada para modo de transporte e principalmente na carga transportada nas mochilas. Fica evidente que o meio escolar é um dos grandes contribuidores para a manifestação de má postura. Necessita-se, portanto, programar medidas profiláticas que enfatizem a postura corporal de crianças, considerando a biomecânica da coluna vertebral e as influências que o meio ambiente exerce nas atitudes e hábitos desenvolvidos e adotados pelos indivíduos. Isso pode ser feito através de programas educativos junto às escolas, com o intuito de conscientizar a população da seriedade da situação, bem como, da detecção e tratamento precoce dos desvios.

Palavras-chave


Mochila, Postura, Educação Infantil



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC