Integração ensino serviço: biossegurança e gerenciamento de resíduos

Denise Krieger, KELLEN BANCK, Eronilda Lisboa Dias, Eliane Magali de Oliveira, Fernando Cesar Massuco, Jane de Fátima Walter

Resumo


O trabalho se caracteriza por um relato de experiência na implementação de um projeto de extensão desenvolvido em parceria entre UNIPLAC e uma instituição de saúde localizada no planalto catarinense. O objetivo foi desenvolver uma das etapas de capacitação dos colaboradores da instituição acerca de normas de biossegurança e de gerenciamento de resíduos de serviços de saúde, inserida num programa de educação permanente. Foram trabalhados nesta etapa os temas Segregação de resíduos, Biossegurança e uso adequado de EPIs. Foi realizado por acadêmicos do curso de Enfermagem 8ª fase, professora orientadora e uma enfermeira da Instituição. Utilizou-se nessa etapa a observação participante guiada por um instrumento norteador dos pontos a serem observados. As visitas ocorreram durante o mês de junho de 2013, aos 24 setores administrativos e técnicos da instiuição, envolvendo áreas não críticas, semi-críticas e críticas, com acompanhamento da enfermeira da instituição em horários diferenciados e não agendados junto aos setores. Na seleção dos horários procurou-se contemplar a observação de procedimentos técnicos que envolviam precaução universal. A observação realizada foi baseada no plano de gerenciamento de resíduos dos serviços de saúde (PGRSS), normas de biossegurança estabelecidas pela comissão de controle de infecção hospitalar incluindo lavagem simples de mãos, uso de luvas, máscaras, gorros e óculos de proteção, além de normas de higienização do ambiente. Os dados foram registrados e estão em fase de análise. Empiricamente pode-se afirmar que a observação revelou que a instituição está estruturada fisicamente em relação ao PGRSS e dispõe de EPIs; porém, evidenciou-se pouca adesão dos profissionais a algumas normas de biossegurança, principalmente o uso correto de luvas e a lavagem simples de mãos. Considera-se que o tema deste estudo é de fundamental importância tanto para os profissionais que atuam na área como aos pacientes que buscam o restabelecimento de sua saúde. Apesar de um programa de educação permanente, muitas resistências ainda existem dos profissionais para seguirem regras e normas de segurança exigidas e preconizadas.

Palavras-chave


Educação Permanente; Biossegurança; Gerenciamento de Resíduos;



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC