MÚSICA NA CONTEMPORANEIDADE: QUE MÚSICA?

Guilherme Rosa Seifert, Jeferson Rosa Seifert, Lurdes Caron

Resumo


Esta é uma pesquisa científica que tem comoobjetivo identificar que tipos de músicas e a forma como as crianças das quatroescolas públicas estaduais de São Joaquim as ouvem; perceber sobre qualcontexto, a música, de forma consciente ou inconsciente, pode mudar o modo deagir e de pensar de uma pessoa ou de uma sociedade; conhecer os meios de como amúsica chega até aos ouvintes e porque as atrocidades poéticas não têm censura.O consumismo atualmente faz da música algo comercial a ser aceito, sem sensocrítico cultural. Este fato reflete em uma sociedade pobre de recursosfinanceiros e de bibliografia musical. Assim, consecutivamente o ser humano ouvemúsica por prazer e em certos momentos por razões que talvez nem ele mesmocompreenda ou saiba expor o motivo de tal. Têm-se assim, como eixo norteadordesta pesquisa os seguintes problemas: Quais músicas osalunos ouvem e porque ouvem determinados gêneros musicais e por qual fonte sãoouvidas? Se não houvesse contato com a rádio, a televisão e a internet ouviriammúsica de que forma? Será uma pesquisa de abordagem qualitativa e de pesquisabibliográfica, com procedimentos por meio de entrevistas sobre o que a músicarepresenta para as crianças, se a ouvem com frequência, se compreendem tudo oque ouvem e o que mais lhes chama a atenção ao ouvir diversos tipos de música. Parao presente estudo, nos apoiaremos em autores como: Ferreira (2012), Ilari eBroock (2013), Amaral (1991) e Freire (2007), entre outros. Nós pesquisadoresJoaquinenses, por sermos músicos auto didátas por mais de dez anos deexperiência, convivemos com vários estilos musicais e com contextos diferentes duranteos diversos eventos que animamos com os gêneros gaúcho e sertanejo. Analisando arapidez com a qual a música começou a chegar às pessoas, a quantidade demúsicos que surgiram e o número excessivo de composições, começou a nos chamaratenção a direção que a música iria seguir e de fato seguiu. Sendo colocada emsegundo plano como música de evento, de propaganda, de animação de festa, umamúsica sem nem uma característica cultural. A partir desta visão e depois deestarmos em uma universidade cursando música, surge o interesse pela pesquisa ede entrevistar crianças Joaquinenses para descobrir que tipo de música elas têmouvido. Sob nossa visão, é difícil saber com clareza a cultura musical de SantaCatarina, principalmente da cidade de São Joaquim, então é curioso entender se apenasouvem música regional ou uma música de outra cultura que nos chega através demídias fragmentadas.

Palavras-chave


Música, Escola, Cultura, São Joaquim.



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC