INSTITUTO SÃO JOÃO BATISTA VIANEI: HISTÓRIA E FILOSOFIA NO CONTEXTO DOS ANOS 1970 A 2006

Valeria Pereira Cembranel, Maria de Lourdes Maria de Lourdes de Almeida

Resumo


Este estudo acadêmico científico é parte da dissertação de Mestrado em andamento inserida na linha de pesquisa sobre Políticas e Processos Formativos em Educação e que tem por objetivo analisar a gestão escolar desenvolvida no Instituto São João Batista Vianei, de Lages (SC) onde interagiram processos educativos formais e perspectivas não formais na ação pedagógica com os alunos que frequentaram essa instituição. Para isso, buscamos historiar a origem, finalidades e o desenvolvimento do Instituto para contextualizarmos essa instituição no espaço e tempo em que iniciou os trabalhos educacionais na comunidade lageana até seu fechamento (1974-2006); pensar sobre a função da gestão escolar no Brasil pontuando algumas questões relacionadas à história dessa instituição e refletir acerca da gestão desenvolvida no referido Instituto no período de 1974 a 2006 para compreender o trabalho desses sujeitos à frente de uma instituição de ensino com proposta de educação voltada para a cidadania. O estudo tem por base a concepção histórico-crítica e adota como método de investigação a pesquisa bibliográfica, que orienta a análise dos dados coletados, e a documental, que nos permitiu o acesso às informações pertinentes ao processo de oficialização, consolidação dessa escola na comunidade lageana, práticas pedagógicas e ações burocráticas desenvolvidas nessa unidade escolar. Neste trabalho apresentamos o histórico do Instituto São João Batista Vianei, no período de 1974 a 2006 no sentido de perceber os caminhos e eventos que possibilitaram a abertura de uma instituição escolar sob a perspectiva de educar para a cidadania. O momento histórico no qual essa proposta se desenvolveu tem como contexto geral a ditadura de um governo militar, portanto autoritário e avesso às mobilizações sociais e a uma educação para as camadas sociais mais empobrecidas com premissas de formá-la para a consciência reflexiva e para a cidadania. Isso nos permitiu constatar que a proposta de gestão escolar foi a de inserir um diferencial nos processos formativos veiculados nessa instituição. As considerações preliminares sobre os documentos analisados permitem entender que a Instituição em foco, embora tenha se pautado no ideal da formação para a cidadania, poucas vezes conseguiu transpor os muros da formalidade educacional. Isso porque, precisou adequar-se tanto às imposições mercadológicas de formação de mão de obra para suprimento de demandas, a exemplo do curso de técnico em óptica, quanto às necessidades burocráticas de uma educação organizada e sistematizada pelo Estado. Contudo, elementos resultantes da análise documental nos permitem pensar que em algumas das práticas pedagógicas desenvolvidas nessa Instituição de Ensino há características que podem ser compreendidas como possibilidade de formação cidadã. Também observamos a presença da ideologia neoliberal capitalista a determinar práticas educativas e a possibilidade de uma educação capaz de se contrapor a essa hegemonia.

Palavras-chave


Instituto São João Batista Vianei; Educação Cidadã; Processos Formativos



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC