TUTORIAL MULTIMÃDIA DE INFORMÃTICA BÃSICA PARA INCLUSÃO DIGITAL DE DETENTOS: UMA PROPOSTA PARA RESSOCIALIZAÇÃO

Loreci Aparecida da Rosa Cardoso Schmitt, Sérgio Murilo Schütz

Resumo


A ideia principal deste trabalho de conclusão de curso da Universidade do Planalto Catarinense é o desenvolvimento de um software tutorial de informática básica que visa à inclusão digital dos detentos que cumpram pena privativa de liberdade. Nos dias atuais vive-se em uma sociedade onde são estabelecidas leis para que as pessoas possam viver em “segurançaâ€. Quando as leis penais não são cumpridas e um crime é cometido, isto é passível de uma pena definida pelo Código Penal seja ela “privativa de liberdade; restritivas de direitos; de multa.†Ocorre que quando o indivíduo comete um crime, após o devido processo legal, a ele pode ser imposta uma pena privativa de liberdade. Se isso efetivamente ocorrer, ele perde sua liberdade e passa a cumprir a pena privativa de liberdade em uma unidade prisional. Sucede que esta pena imposta possui três objetivos básicos, quais sejam: a intimidação coletiva, a retribuição e a ressocialização. Resumidamente falando a intimidação coletiva tem seu objetivo alcançado por ocasião da publicação da sentença condenatória, onde a todos é dado a conhecer que tal indivíduo foi punido com a imposição de pena pela pratica de um fato criminoso por ele cometido; a retribuição neste mesmo passo, nada mais é do que a imposição da pena pelo erro cometido; já a ressocialização, escopo deste projeto visa fazer com que o individuo ao retornar ao seio da sociedade não volte a delinquir. Em que pese à lei de execução penal prever como um dos objetivos da pena a ressocialização, a verdade é que por omissão do Estado e da própria sociedade as nossas unidades prisionais atualmente não passam de depósitos humanos, que não ressocializam ninguém, e pior, são verdadeiras escolas do crime. Além disso, pode-se listar também o baixo grau de escolaridade dos indivíduos que cumprem pena privativa de liberdade no Brasil, o que por consequência inviabiliza o próprio objetivo de ressocialização deles, posto que ao serem libertos não possuem condições, em par de igualdade com as demais pessoas que compõem a sociedade, em lograr êxito numa colocação no mercado de trabalho, principalmente em algum ofício que não seja o labor braçal. A partir deste nebuloso quadro, optou-se por realizar este trabalho, que foi desenvolvido através pesquisas na área de ressocialização do detento. Tal pesquisa teve por objeto constatar quais as necessidades dos detentos no que se refere ao conhecimento de informática. Após o levantamento destes dados, em seguida, iniciou-se a elaboração de um tutorial cognitivo de informática básica. Os objetivos específicos desse trabalho são: Identificar a realidade do nível de inclusão educacional e tecnológico das Unidades Prisionais de Lages; Criar um tutorial multimídia cognitivo de Informática com aspectos ergonômicos de usabilidade; Disponibilizar o tutorial nas Unidades Prisionais de Lages/SC. Como resultado espera-se alcançar os objetivos específicos já citados.

Palavras-chave


Tutorial multimídia, inclusão digital, detentos, informática básica



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC