GENEALOGIA DAS PRÃTICAS PEDAGÓGICAS E A DISCIPLINARIZAÇÃO DOS CORPOS NA EDUCAÇÃO INFANTIL PÚBLICA DE URUBICI – SC

Deivid Beckhauser Gaspar, Carmen Lucia Diez

Resumo


Este estudo é parte integrante da pesquisa científica de Mestrado em Educação - UNIPLAC, realizado pelo mestrando Deivid Beckhauser Gaspar bolsista do FUMDES[1],sob a orientação da Professora do PPGE Doutora Carmem Lucia Fornari Diez e está em fase de conclusão. O estudo tem como tema: “Genealogia das Práticas Pedagógicas e a Disciplinarização dos Corpos na Educação Infantil Pública de Urubici – SC†aborda a temáticade como se constituiu em iniciativa de fazer emergir a genealogia da EducaçãoInfantil Pública no município de Urubici, para a compreensão de como seconfigurou a partir das relações de poder-saber, instrumentalizada pela disciplinarização dos corpos infantis as práticas pedagógicas. A pesquisa objetiva-se em analisar as práticas pedagógicas que constituíram a Educação Infantil Pública domunicípio de Urubici – SC, sob a genealogia de Michel Foucault. Apesquisa está estruturada em quatro capítulos pelo qual buscam: Caracterizar os procedimentos teórico e metodológicos da pesquisa; Refletir a partir especialmente da obra “Vigiar ePunirâ€[2],os processos de disciplinarização e aarte de governar os corpos infantis; Descrever a arte de governar criançasnas práticas sociais na assistência elegislação da infância no Brasil; Construir a genealogia da Educação Infantil Pública do município de Urubici, ao identificar como se constituiu e foi exercido o poder disciplinar nas práticaspedagógicas e os efeitos de tais práticas no que diz respeito à disciplinarização dos corpos. A pesquisa tem como método agenealogia segundo Michel Foucault, ao identificar os mecanismos do poder que instituem desde a legitimação da ordem social até a produção de subjetividades, busca privilegiar a atuação do poder nas relações mais sutis os micro-poderes que contribuem para a constituição e a conduta dos indivíduos. Ao buscarinterrogar e identificar os bas-fonds que se estabelecem nas múltiplas dimensões da trajetória histórica da Educação Infantil, o uso da genealogia implicou em construir a investigação sobre os modos de conhecer e de agir dos indivíduos em relação aos seus objetos,caracterizando o ato de governar e ser governado. Foram utilizados como instrumentos de coleta de dados, questionários, entrevistas, documentos e acervos fotográficos para a construção da genealogia. Buscamos ancorar nossos estudos em autores tais como Rizzini, (2004), Freitas, (2003),Ariès (1986), Araújo (2000),Chaves (1988) Diez (1993, 2001 e 2011) Priori(2000) e estudos direcionados à obras de Foucault. [1] Fundo de Apoio à Manutenção e ao Desenvolvimento da Educação Superior.[2] Obra de Michel Foucault (1977).

Palavras-chave


Genealogia, Educação Infantil, Práticas Pedagógicas Disciplinarização e Governamentabilidade.



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC