A importância das brincadeiras nas aulas de Educação Física na Educação Infantil

Fernanda Vanessa de Oliveira, Annelise Silva Santos, Gabriela Silva Stange, Lucilene Reichert Pessoa Vieira, Sadi Ricardo da Silva Bastos

Resumo


A Educação Física possui uma tradição técnico-pedagógica de pelo menos um século e meio em estratégias de ensino, como, jogos de competição e cooperação, seqüências pedagógicas, demonstração, descobrimento guiado, resolução de problemas, jogos de mímica e expressão corporal, grandes jogos, jogos simbólicos, jogos rítmicos, exercícios em duplas, trios, grupos, com e sem material, circuito, aulas com música, aulas historiadas, jogos pré-desportivos, gincanas, campeonatos, festivais e recreação. A recreação é um dos desafios para a educação infantil nas aulas de educação física, é preciso buscar a atenção dos alunos desta faixa etária sempre levando em conta os interesses dos mesmos além da pratica pedagógica do profissional de educação física. A recreação contribui para o desenvolvimento de varias habilidades no nível pessoal e coletivo. Com base nessas considerações levantamos os seguintes problemas: O que as crianças aprendem no ato de brincar? Como se dá esta aprendizagem? Com isso este projeto apresentará uma reflexão sobre a importância da recreação (brincadeiras) para o desenvolvimento dos alunos mostrando que com a utilização dos jogos e brincadeiras haverá sim uma contribuição á formação de atitudes sociais como: respeito mutuo, cooperação, relação social e interação, auxiliando na construção do conhecimento. Partindo dessa perspectiva objetivamos, que a Educação Física tem um papel fundamental na educação infantil, pela possibilidade de proporcionar às crianças uma diversidade de experiências através de situações nas quais elas possam criar inventar, descobrir movimentos novos, reelaborarem conceitos e idéias. Além disso, é um espaço para que, através de situações de experiências, com materiais e de interação social as crianças descubram os próprios limites, enfrentem desafios, conheçam e valorizem o próprio corpo, relacionando uma com as outras. O seguinte projeto se divide de tal forma: pesquisa básica; exploratório-descritivo; Um estudo bibliográfico a cerca da Educação Física na educação infantil. Os procedimentos: pesquisa-ação; quanto à natureza: qualitativa; o local de realização: de campo. Com isso buscaremos esclarecer como as brincadeiras na educação infantil, contribuem para um conhecimento significativo. Salientando também que cabe ao educador propiciar estes momentos de uma forma plena, para que assim possa perceber como a criança pensa e vive o seu mundo, percebendo que sua infância é valorizada e que esta pode fazer dos momentos lúdicos, a oportunidade de se tornar um agente transformador da sua realidade As atividades lúdicas devem contar com educadores que valorizem a infância, e que façam até mesmo o uso de uma boa estratégia, como se remetendo a sua própria infância , pois assim deixaram aflorar a criança que foram e, deste modo irão lembrar-se do que brincavam, do que gostavam assim se aproximando do momento em que os alunos estão vivenciando, para que desta forma este educador, propicie um ambiente prazeroso, cheio de descobertas e desafios, fazendo do brincar uma forma de evidenciar que este é um processo que toda a criança tem o direito de vivenciar, para garantir um desenvolvimento pleno.

Palavras-chave


: atividades lúdicas, desenvolvimento e aprendizagem na Educação Infantil e Educador.



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC