INCLUSÃO DE ALUNOS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL NO ENSINO REGULAR

Eliane Oliveira Nunes, Marilene Souza do Do Amaral, Jucélia Scarabelot Da Silva

Resumo


Esta pesquisa trata de uma investigação científica em andamento sobre deficiência intelectual, com abordagem em diferentes aspectos. Parte do problema como o aluno com deficiência intelectual de 8 a 9 anos está participando em sala de aula regular? Inicialmente buscamos analisar como se realiza o desenvolvimento da aprendizagem de alunos com idade entre oito e nove anos, que apresentam deficiência intelectual e estão inseridos no ensino regular. Objetiva identificar as necessidades educacionais da pessoa com deficiência intelectual no espaço escolar; conhecer como os professores conduzem a participação dos sujeitos com deficiência intelectual incluídos no ensino regular e compreender o processo da aprendizagem da pessoa com deficiência intelectual as contribuições desta para seu desenvolvimento autônomo. Primeiramente, queremos conhecer qual a nomenclatura utilizada nos espaços educativos e as dúvidas em relação a como referir-se às pessoas com deficiência intelectual. Que acréscimo a escola pode trazer à sua progressão intelectual e emocional. Queremos compreender, como acontece essa aprendizagem? Quais os métodos e recursos que são empregados? Considerando as necessidades educativas especiais de cada criança e suas possibilidades, queremos com a pesquisa proporcionar reflexões que possibilitem a aprendizagem e a garantia dos direito a essas pessoas e contribua para a formação autônoma. As referências para o desenvolvimento da pesquisa buscou em autores como: Arroyo (2004), Mantoan (2003), Padilha (1997), Vigotsky (2000), Sassaki (2002) entre outros. É uma pesquisa de abordagem qualitativa com procedimentos da observação e de campo com entrevistas semiestruturada e pesquisa bibliográfica. A pesquisa está em andamento, neste sentido, seguiremos na busca de novas reflexões certos de que quando nos propomos a construir conhecimento estamos nos construindo como docentes e de que não existe receita para o aprimoramento da prática que é extremamente necessário. Com este estudo procuramos contribuir para ampliação de reflexões à cerca do tema na busca de caminhos adequados e promissores sobre a inclusão e uma aprendizagem necessária e significativa para o deficiente intelectual, independente da frequência no ensino regular, o que não significa que o aluno está compreendendo o meio que o cerca.

Palavras-chave


Inclusão, Deficiência Intelectual, Aprendizagem, Ensino Regular.



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC