PROJETO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL E.M. E.B. IZIDORO MARIN O PULO DO SAPO

Chayane Cristina de Souza

Resumo


Este trabalho é um relato de experiência um estudo de caso na E.M.E.B. Izidoro Marin fica localizada na R. das Laranjeiras, S/N , Caroba em Lages no estado de SC, o estado de Santa Catarina esta entre os privilegiados por ter em sua área de expansão a presença de pontos de recarga do Aquífero Guarani que é o maior manancial de volume e extensão de água doce do mundo. Com cerca de 1,2 milhão de quilômetros quadrados, o Aquífero Guarani está presente em quatro países sul-americanos: Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai. Aproximadamente 70% desse reservatório de água estão localizados no Brasil, espalhado pelo subsolo de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Foi observado que próximo a área escolar haviam trechos com pequenos riachos e formação de banhados que aos poucos passaram por invasão humana, criando suas moradias. De maneira geral, banhados ou pântanos podem ser considerados como partes de terra alagada, permanente em margens de rio e lagos, com uma composição florística e faunística bem característica. Qualquer alteração nos níveis de água, por drenagem, aterro ou outros costumam ter ação rápida, mortal e irreversível sobre eles (Irgang e Gastal Jr., 1996). Estes ambientes há plena disposição de fauna característica entre os mais importantes estão os anuros que são grupos de anfíbios que não possuem cauda e possuem estrutura de esqueleto adaptada para locomoção aos saltos. Atualmente, já se sabe que esses animais são bioindicadores, ou seja, sua presença num local funciona como indicador de que o ambiente está em equilíbrio ecológico. Os anuros são altamente sensíveis às alterações do ambiente. Por depender de ambientes aquáticos e terrestres em bom estado de conservação, qualquer alteração na qualidade da água e na temperatura pode extinguir espécies. Então, quando eles começam a desaparecer algum dano ao ambiente pode estar acontecendo. A diversidade de anuros no mundo ultrapassa 5.600 espécies, e o Brasil é considerado atualmente o país que inclui a maior diversidade, abrigando 849 delas (Frost, 2009; SBH, 2009). Atualmente, os anuros são reconhecidos como um dos grupos de animais mais ameaçados de extinção em todo o mundo, e vêm sofrendo uma crise de grandes proporções desde a década de 1980. (IUCN, 2009). Nesta área escolar há plena matança de sapos, rãs, sendo estes considerados feios e nojentos. Para analisar o porquê e como este fato acontece foi realizado um questionário quantitativo representando incidentes relacionados a sapos causados pela ação da comunidade. Os resultados foram alarmantes, devido ao alto índice de pessoas matando anuros. Para finalizar, mais importante do que conhecer esses problemas é entender que todos temos responsabilidade pela crise da biodiversidade no mundo. Somos parte dessa sociedade cujas exigências exaurem os recursos do ambiente. E será o esforço de todos, somado um a um, que fará a diferença.

Palavras-chave


Aquifero guarani; Anuros ; Educação.



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC