FORMAÇÃO DOCENTE E OS DESAFIOS DA INCLUSÃO ESCOLAR: REFLEXÕES A PARTIR DE TRAJETÓRIAS DE EGRESSOS DA EDUCAÇÃO SUPERIOR EM EDUCAÇÃO ESPECIAL

Vanir Peixer Lorenzini, Jourdan Linder Silva, Arlene Aparecida Arruda, Maria Salete Boing, Debora Luz Oliveira, Lurdes Caron

Resumo


O presente trabalho apresenta o projeto de pesquisa aprovado pelo Edital n.º 144/2013 daUNIPLAC. Aborda a formação docente de egressos da educação superior em educação especial. Sabe-se que a inclusão escolar de estudantes com necessidades educacionais especiais na escola regular tem problematizado sua organização, especialmente no que diz respeito às práticas pedagógicas. Tem sido recorrente o discurso dos professores deste campo educacional de que não estão preparados para tal tarefa e que por outro lado, estes estudantes não apresentam as condições mínimas para aprenderem junto com os considerados normais. A proposta da educação especial na educação básica para o estado de Santa Catarina contempla a função de segundo professor, que nem sempre é exercida por um profissional com a formação específica, o que nos leva a interrogar se há falta de professores com esta formação e, se os já formados estariam atuando nesta modalidade educacional. A Universidade do Planalto Catarinense ofereceu formação inicial e complementar em Educação Especial em nível de Graduação em Pedagogia, em duas versões, com projetos específicos. Em parceria com a UNISUL a UNIPLAC ofereceu Habilitação em Séries Iniciais e Educação Especial no Curso de Pedagogia para uma turma -1998/2001. E também uma Complementação em Educação Especial para egressos da Pedagogia, formando três turmas, em 2010, 2011 e 2012. A colocação em pauta das questões de formação docente com vistas à inclusão escolar poderá contribuir com este processo, elencando experiências bem sucedidas, assim como identificando obstáculos que mereçam análise com vistas a sua superação. Esta pesquisa poderá oferecer subsídios para avaliar-se o processo de formação docente oferecido pela UNIPLAC e sua contribuição para a inclusão escolar. Neste sentido, conhecer experiências de professores após formação específica poderá permitir avaliarmos que formação foi oferecida, em relação aos limites e possibilidades gerados na Universidade, em contribuição com o processo de inclusão escolar. Portanto, o projeto tem como objetivo investigar as percepções de egressos da graduação em Pedagogia com Habilitação ou Complementação em Educação Especial da UNIPLAC, em relação a sua participação no processo de inclusão escolar de estudantes com necessidades educacionais especiais, analisando a partir da perspectiva inclusiva. Caracteriza-se como pesquisa de natureza qualitativa e exploratória. Neste sentido pretendemos mapear estes egressos, identificar sua atuação profissional após a formação inicial, investigar como os mesmos percebem a formação em Educação Especial recebida, em relação à competência profissional necessária à inclusão escolar e estabelecer uma compreensão sobre a formação docente em Educação Especial na perspectiva da inclusão escolar, em nível de formação inicial, na graduação, a partir da análise das percepções de egressos. Para a coleta de dados será utilizado questionário com questões abertas e fechadas. A análise de dados será feita com base na análise de conteúdo a partir da fundamentação teórica, que também será realizada durante a pesquisa. No presente momento o grupo encontra-se em fase de revisão bibliográfica. Autores como Garcia (2013) têm oferecido subsídios importantes para o projeto.

Palavras-chave


Formação Docente; Educação Especial; Egressos da Educação Superior



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC