SISTEMA DE AVALIAÇÃO ADAPTATIVO DO BANCO DE DESAFIOS

GILIANE VIECINSKI

Resumo


Este trabalho tem como objetivo apresentar uma proposta para o aprimoramento do
módulo Banco de Desafios proposto por Arruda (2004). O Banco de desafios pretende
ser uma ferramenta auxiliar no processo de ensino-aprendizagem. A reestruturação do
banco de desafios contou com a criação de módulos, sendo eles: o módulo do aprendiz
que contém o perfil atualizado do aprendiz, sendo que foi agregado a proposta original
medidas metacognitivas do aluno; o módulo professor onde é possível realizar o
acompanhamento estatístico de resoluções dos desafios; o módulo do conhecimento
onde está a base das questões; e o módulo de avaliação que tem como função,
interagindo com os demais módulos, gerar as avaliações adaptadas ao perfil do
aprendiz. Desta forma, o Banco de Desafios procura avaliar o conhecimento dos
usuários fornecendo um feedback quanto ao seu conhecimento e guiando-os dentro
deste ambiente, de forma a otimizar seu aprendizado, mostrando os caminhos a seguir
conforme suas dificuldades e conhecimentos adquiridos. O mecanismo de adaptação
do Banco de Desafios foi implementado através de uma técnica de inteligência
artificial, denominada rede bayesiana, que oferece uma estrutura intuitiva para
representar o raciocínio incerto através de probabilidades. A vantagem de sua
utilização concentra-se na possibilidade de permitir a representação e manipulação da
incerteza com base em princípios básicos fundamentados. Assim, as redes bayesianas
simulam o papel do professor na orientação do estudo de um aluno em um ambiente
virtual, analisando suas dificuldades e guiando-o conforme suas necessidades,
respeitando seu processo de aprendizagem. A proposta de aplicação de redes
bayesianas para implementar o Banco de Desafios foi validada com o uso da Shell
Nética e através da sua API foi realizada a integração com Java.

Palavras-chave


Banco de Desafios, Hipermídia Adaptativa, Redes Bayesianas, Avaliação Metacognitiva

Texto completo:

Sem título