DESENVOLVIMENTO DE APLICAÇÕES PARA TV DIGITAL COM GINGA E JAVA

WAGNER LUSA MENDES

Resumo


A transmissão de sinais televisivos é de fundamental importância para a propagação de
informações, entretenimento e cultura no Brasil e no mundo. A TV Digital, além de
uma maior qualidade nesta transmissão, tem como grande diferencial a capacidade de
fornecer aos telespectadores novos serviços que antes não eram possíveis no sistema
analógico, como a interatividade. Com ela, o telespectador deixa de ser um mero
espectador e passa a interagir com a programação, podendo também usufruir de uma
variedade de serviços computacionais através da TV. Em 2006, o governo brasileiro
criou o Sistema Brasileiro de Televisão Digital o SBTVD, com base no padrão
Japonês. Como o padrão brasileiro chegou depois dos internacionais, este pôde inovar
utilizando tecnologias mais recentes, criando o Middleware Ginga. Com o rápido
surgimento da TV Digital no Brasil surgiu à dúvida de qual padrão adotar, após
estudos adotou-se o padrão japonês, dentre outros fatores o mais influenciou foi o não
pagamento de royalties. Com isso, surge o problema da falta de conhecimento deste
novo padrão por parte dos desenvolvedores de aplicações para TV Digital, o que leva
as empresas desenvolvedoras destas aplicações a encontrar muita dificuldade em
contratar mão-de-obra especializada. O objetivo é realizar um estudo técnico a cerca
do padrão adotado no Brasil para a TV Digital e, com base neste estudo, desenvolver
diferentes tipos de aplicações fazendo uso do Middleware Ginga e da API JavaTV.
Enfim é demonstrada a construção do primeiro protótipo, o qual tem como finalidade
calcular a massa corporal de uma pessoa, apresentando se esta pessoa esta acima,
abaixo ou esta com o peso normal. Em seguida é apresentada a criação do segundo
protótipo, que tem como objetivo a interação do telespectador com um programa de
show de calouros. Estes protótipos demonstram parte do potencial desta nova
tecnologia. O mercado de TV Digital mostra-se muito promissor para os próximos
anos, tendo em vista que hoje em dia há poucas empresas desenvolvendo aplicativos
com possibilidades de interação com o usuário. Prevista para o ano de 2009 a interação
por parte do telespectador, resultará numa busca por mão-de-obra especializada e
softwares interativos.

Palavras-chave


TV Digital, Java, Ginga, Desenvolvimento de Aplicações

Texto completo:

Sem título