PERSISTÊNCIA DE OBJETOS USANDO O FRAMEWORK HIBERNATE COM ESTUDO DE CASO

GILBERTO DA SILVA

Resumo


Nos estudos sobre o desenvolvimento de sistemas orientado a objetos destacam-se os
problemas da persistência em banco de dados relacionais, originados da
incompatibilidade conceitual entre os paradigmas OO e relacional. Muitas soluções
estão sendo propostas, como, por exemplo, a utilização de bancos de dados orientados
a objetos, banco de dados objeto/relacional e os frameworks de persistência. Os
frameworks de persistência tentam, à sua maneira, diminuir o impacto destes
problemas em fatores como produtividade, desempenho e confiabilidade. O framework
Hibernate proposto para estudo neste trabalho é um mecanismo que visa atender a
todos estes fatores, promovendo a persistência de objetos em banco de dados
relacionais de forma transparente. Procura livrar os desenvolvedores do difícil trabalho
de interagir com o banco de dados, descrevendo o mapeamento de classes para tabelas,
de propriedades para colunas e de associações entre objetos. O Hibernate, através de
suas APIs, dá suporte a muitas tarefas, como a execução de operações CRUD (create,
read, update and delete), o controle de transações, a recuperação e pesquisa de
informações, entre outras. Finalmente, como resultado, apresenta-se um protótipo de
um sistema que demonstra a utilização do Hibernate como mecanismo para
persistência de objetos em Java.

Palavras-chave


Persistência; Framework, Hibernate, Orientação a Objetos, Banco de Dados.

Texto completo:

Sem título